Conteúdo da página

OAB participa de simpósio sobre os efeitos da revolução digital no futuro do trabalho

quinta-feira, 11 de julho de 2019 às 11h43

O presidente da Comissão Nacional de Direitos Sociais da OAB, Antônio Fabrício Gonçalves, representou a Ordem na abertura do Simpósio Futuro do Trabalho – Os efeitos da revolução digital na sociedade, realizado na sede da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), nesta quinta-feira (11).

Antônio Fabrício traçou um breve paralelo sobre os impactos da evolução tecnológica na rotina do trabalhador. “Quando só existia o telefone fixo, as atividades profissionais das pessoas se encerravam por volta de 22 horas. Poucos tinham coragem de ligar para a casa dos outros em um domingo à noite, por exemplo. Hoje não há o menor pudor da parte de chefes e colegas em enviar mensagem à 1 hora da manhã, por exemplo, seja sábado, domingo ou segunda-feira”, frisou.

Ele ressaltou que este novo ambiente criou uma cultura de respostas imediatas. “Quando você visualiza a mensagem e não responde em segundos, é como se você quebrasse um código ético da rapidez da comunicação. É necessário que o trabalhador imponha seus limites ao empregador. Por óbvio, a tecnologia também diminuiu ou eliminou a distância física em alguns casos. Hoje eu, como advogado, não preciso ir a um fórum distante da minha cidade para ver qual vista o juiz deu no processo. Faço isso pela internet”, completou.     

A coordenadora de ensino da ESMPU, Vanessa Patriota da Fonseca, apontou a necessidade de adaptação às novas tecnologias. “O avanço da civilização sempre esteve associado às grandes transformações tecnológicas. Há uma preocupação na seara trabalhista acerca de como essas mudanças afetam a vida dos trabalhadores. Os olhares estão voltados para questões como privacidade, monitoramento eletrônico, vigilância, excesso de jornada decorrente do teletrabalho, substituição dos trabalhadores por robôs, contratação precária entre outras”, enumerou.    

Também compuseram a mesa o vice-procurador geral do Trabalho, Luiz Eduardo Guimarães Bojart; a vice-procuradora chefe da Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região, Heloísa Siqueira de Jesus, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, Hélder Santos Amorim; o representante da Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho, Luiz Antônio Colucci; o presidente do Sindicato Nacional dos Procuradores do Trabalho, Carlos Fernando da Silva Filho; e a superintendente regional do Trabalho do Distrito Federal, Isabela Galvão Diniz.

Recomendar

Relatar erro

O objetivo desta funcionalidade e de reportar um defeito de funcionamento a equipe técnica de tecnologia da OAB, para tal preencha o formulário abaixo.

Máximo 1000 caracteres