Conteúdo da página

Agora Chega: redução do número de órgãos e cargos de nomeação política

quinta-feira, 14 de abril de 2016 às 00h10

Brasília – A campanha “Agora Chega de Carga Tributária: Não à CPMF!”, formada pela OAB e mais uma centena de entidades representantes de trabalhadores e empresários, apresenta 10 propostas para que o Estado cumpra seu papel de gerar saúde, educação, segurança e justiça de qualidade sem aumentar a já exaustiva carga tributária.

Cada proposta vem sendo analisada separadamente pelo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia. A nona proposição é reduzir ao mínimo indispensável o número de ministérios, secretarias e cargos de nomeação política em todas as esferas da administração pública.

O presidente entende que a máquina pública encontra-se inchada. “Sabemos que é necessário aparelhar os órgãos das administrações direta e indireta, bem como supri-los com a devida mão de obra. Mas não podemos ser tolos de acreditar que não há cabides de empregos e nomeação para cargos em troca de favores políticos. Existe e em grande número. Essa prática tem que acabar imediatamente”, aponta.

Lamachia acredita ser necessário dignificar a atividade pública. “Não há mais como uma sociedade moderna e pujante coabitar com um Estado medieval que, ao invés de trabalhar pelo seu progresso, age como um parasita consumindo todas as forças de seu hospedeiro. Não é possível que, a cada vez que se propõe alguma medida de controle externo e de arejamento das instituições, as reações sejam virulentas e avassaladoras”, lamenta o presidente.

Participe da campanha e compartilhe nas redes sociais a hashtag #NãoàCPMF

Recomendar

Relatar erro

O objetivo desta funcionalidade e de reportar um defeito de funcionamento a equipe técnica de tecnologia da OAB, para tal preencha o formulário abaixo.

Máximo 1000 caracteres