Conteúdo da página

Agora Chega: pela aplicação correta do dinheiro arrecadado do cidadão

segunda-feira, 11 de abril de 2016 às 01h02

Brasília – A campanha “Agora Chega de Carga Tributária: Não à CPMF!”, formada pela OAB e mais uma centena de entidades representantes de trabalhadores e empresários, apresenta 10 propostas para que o Estado cumpra seu papel de gerar saúde, educação, segurança e justiça de qualidade sem aumentar a já exaustiva carga tributária.

Cada proposta vem sendo analisada separadamente pelo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia. A sétima é cobrar a aplicação correta do dinheiro arrecadado dos cidadãos, principalmente no que se refere à aplicação no Fundo Partidário e em campanhas eleitorais. 

Para Lamachia, há uma inversão de prioridades no uso da verba pública no Brasil. “O fundo partidário é de mais de 800 milhões de reais, uma verdadeira vergonha nacional. Todo esse dinheiro público dado aos partidos é gasto sem licitação, e com a fiscalização de uma Corte Eleitoral, que não é uma Corte de Contas”, critica. 

O presidente entende que o cenário dá margem à espetacularização dos pleitos. “Nessas condições, certamente, continuarão a existir campanhas político-partidárias com estruturas gigantescas, que acabam prezando muito mais pelo espetáculo do que pelas propostas de governo propriamente ditas”, completa.

Participe da campanha e compartilhe nas redes sociais a hashtag #NãoàCPMF

Recomendar

Relatar erro

O objetivo desta funcionalidade e de reportar um defeito de funcionamento a equipe técnica de tecnologia da OAB, para tal preencha o formulário abaixo.

Máximo 1000 caracteres